Qual parte do boi? Quantas peças existem?

Ó filet mignon é um corte que vem de região mais estreita do lombo de vacalocalizado em parte superior das costas do boi. Cada animal leva dois pedaços de filé mignon que são naturalmente macios, pois a região não sofre movimentação física.

Este é o resumo mais direto de um dos cortes mais nobres da carne bovina. Porém, a quantidade de informações, curiosidades e dicas em relação à carne é absurda. Então, sugiro que você acompanhe o conteúdo e deixe aqui um especialista na sua limpeza e preparo!

O segredo revelado sobre o verdadeiro filé mignon!

Não há como refutar isso filé mignon é o corte de carne mais macio, macio e versátil que a carne bovina oferece. É também por isso que o seu o preço geralmente é um dos mais altos quando comparado a outros cortes, como o lombo.

Seu a forma é alongada e pontiaguda, começando na ponta mais fina e terminando na cabeça do mignon. No gado tradicional, o O lombo tende a ser um corte muito magrojá que boa parte da gordura é retirada no banheiro da carne.

Por outro lado, quando você obtém uma carne premium como carne angus, o filé pode ter uma boa gordura entremeada. Outra característica essencial do mignon é a ausência de musculatura, ou seja, suas fibras são de pura maciez e rigidez zero.

Olhando para a carcaça da carne bovina no matadouro, o filé mignon está na direção oposta lombo (lombo), isso ajuda a visualizar melhor a localização do corte na carne.

Afinal, quantos filé mignon um boi tem?

Apesar de já ter dado spoilers no início do conteúdo, é importante destacar essa questão individualmente. Ver bem, cada boi oferece dois pedaços de filé mignongeralmente pesando 2kg cadaclaro, quando bem limpo.

Na desossa, os açougueiros e matadouros cortavam o animal ao meio, formando assim uma imagem espelhada dos cortes. Portanto, o que está de um lado existe naturalmente do outro. É assim com seios, fraldas, coxas macias e assim por diante.

No entanto, mesmo que haja duas porções, o mignon representa uma pequena parcela do total de cortes. Só para ilustrar, o pedaço inteiro de lombo pode pesar até 7kg. Somado a isso, seu qualidades extremas faça dele um dos carnes de maior valor agregado.

Que cortes você pode fazer com filé mignon?

São poucas as lojas, açougues e açougues que vendem o pedaço de filé já cortado. Isso ocorre porque o comercialização de carne não é feita por porcionamento dos cortes, não vale a pena para o negócio.

Na prática, isso significa que você terá a “árdua tarefa” de manusear e fazer o melhores cortes de mignon. Mas espere um minuto, como cortar filé mignon? E se eu fizer errado e estragar a peça? E agora, minhas receitas estão em perigo?

Vá com calma, pois garanto que esse corte é um dos poucos que aceita todo tipo de insultos. Por exemplo, se você abater a carne, ela ainda estará tão macia quanto uma carne cortada profissionalmente. Afinal, o filé não tem músculos.

Medalhão

Ó medalhão é aquele corte inferiorideal para preparações rápidas e para quem gosta de carne mal passada.

  • O peso médio de cada medalhão deverá ser de 120g.
  • Para não ter que pesar, você pode medir 2 dedos e cortar.
  • Normalmente você pode fazer de 5 a 6 medalhões com o núcleo do filé.
  • O miolo do mignon é quando você limpa e retira as laterais finas.
  • O preparo ideal aqui é selar rapidamente na frigideira, em apenas alguns minutos.

torneiro

Já o virador de filé mignon É um dos cortes de carne mais tenros. Tende a ter a espessura perfeita e facilita a criação de um ponto maravilhoso. O peso médio aqui é de 250g ou cerca de 3 dedos de espessura, mas faça um corte limpo.

Desta forma, o virador de filé É o corte mais utilizado por restaurantes e carnes. Afinal, mantém toda a suculência e preserva a maciez natural da carne. Por fim, o ponto ideal é mal passado ou até mal passado.

SUGESTÃO DE RECEITA: tente Mignon Turner com crosta de pimenta moída, perfeitamente selado na frigideira e finalizado no forno. Como acompanhamento, faça uma deliciosa Risoto de cogumelo ou prepare um molho com vinho tinto seco na mesma frigideira!

Chateaubriand

Entre os cortes “oficiais” reconhecidos, o Chateaubriand é o mais robusto deles. Porém, apesar de ser uma experiência única e memorável, é preciso saber preparar e ter intimidade com o mignon:

  • O Chateaubriand deve pesar 400g de carne pura.
  • Meça 4 dedos de espessura para um corte padrão.
  • A carne precisa ser bem grelhada na frigideira ou grelha.
  • Além disso, o acabamento ocorre no forno para corrigir o ponto interno.
  • É um corte trabalhoso e facilmente fica muito raro.

Mesmo assim, recomendo que você arrisque no preparo e, se não der muito certo, corte ao meio e feche novamente na panela.

Além desses três maneiras de cortar o mignon, a verdade é que sobram restos, pontas e tiras. Obviamente você não vai descartar isso, certo? Então, veja a quantidade de coisas que você pode fazer:

  • Escalopes médios de 70g (bifes pequenos).
  • Cubos médios para usar em ensopados e estrogonofe.
  • Você pode fazer bifes finos chamados Paillard.
  • Da ponta da peça é interessante fazer um “bife borboleta”.

Quer conferir todos esses cortes em primeira mão? Dê uma olhada neste vídeo:

Criatividade ajuda a reinventar receitas de mignon

Pronto, agora você descobriu tudo o que precisa saber sobre o famigerado filé mignon. E se você ainda não escolheu os melhores receitas de filéNão surte.

Afinal, você pode usar na carne picada, nos salgadinhos, no estrogonofe, combinar com risoto, assar na churrasqueira, enfim, tudo que você imaginar. Minha única recomendação é preparar a carne menos mal passada, para aproveitar ao máximo.

Espero muito que tenham gostado das minhas dicas, compartilhem o conteúdo e até a próxima!

Quer conhecer outras receitas parecidas com Qual parte do boi? Quantas peças existem? você pode visitar nossa categoria clicando aqui 👉 Carnes.

Participe do nosso Grupo do WhatsApp Clicando Aqui 👉 Participe do nosso grupo!!

Amanda Cristina

Sou Amanda Cristina redatora especializada no mundo da culinária e gastronomia, sou redatora desse site de receitas. Minha jornada começou com uma paixão genuína pela comida e a vontade de compartilhar minhas descobertas culinárias com o mundo.Com formação em Comunicação e Jornalismo, rapidamente percebi que minha verdadeira paixão estava na escrita de artigos, receitas e dicas relacionadas à culinária.

Receitas para você:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está satisfeito com ele. Mais informações