Seguro De Vida: Um Investimento Para Você

A vida é cheia de imprevistos e, embora isso seja sinônimo de possibilidades, também traz algumas preocupações — entre elas as que fogem ao nosso controle.

E se disséssemos que é possível substituir essa preocupação pela ocupação? A diferença entre elas é básica: na primeira, você emprega sua energia onde ela não pode ser aproveitada; na segunda, direciona para onde pode.

Ocupar-se, então, quer dizer cuidar do presente para construir um futuro melhor. Nesse processo, são muitas as perguntas que você pode se fazer tendo como horizonte o que deseja para si e para aqueles que ama daqui a alguns anos.

Como garantir o meu padrão de vida? Como manter minha família protegida? Como assegurar a existência de recursos para lidar com possíveis adversidades?

É claro que não há uma resposta única para esses questionamentos. Mas você já parou para pensar que um seguro de vida é abrangente o bastante para garantir todos esses benefícios?

Você pode pensar algo como “sou muito jovem para pensar nisso”, ou “pra quê um seguro de vida se tenho saúde?”. Saiba que a recomendação para buscar a cobertura de um seguro de vida não é pensar no pior. Pelo contrário! Buscar segurança hoje dá liberdade e tranquilidade para viver à espera do melhor sempre!

Se você também tem essas dúvidas, mas não sabe como um seguro de vida pode ajudá-lo, fique tranquilo. Preparamos este post com tudo que precisa saber antes de contratar um plano. Vamos lá?

O que é um seguro de vida?

Um seguro de vida é um serviço que visa garantir proteção financeira diante da ocorrência de algum imprevisto.

No caso de morte do segurado, os beneficiários indicados por ele recebem uma indenização. Eles podem ser herdeiros, parentes de qualquer grau ou até mesmo amigos, que não são da família.

Por outro lado, caso o contratante esteja em condições que o impeçam de trabalhar, por exemplo, o seguro pode ser usado por ele mesmo em vida. O mesmo pode acontecer em caso de uma doença grave ou cirurgia coberta pelo plano, por exemplo.

Para ter essa proteção, é necessário adquirir uma apólice. Feito isso, deverá ser efetuado um pagamento — único ou dividido em parcelas, que podem ser mensais — para garantir que, quando acontecer alguma fatalidade, será disponibilizado o dinheiro em questão.

Como funciona um seguro de vida?

Basicamente, um seguro de vida funciona com base em um contrato entre o segurado e a seguradora. A abrangência do plano e os valores a serem pagos são definidos no momento em que o contrato é firmado.

Contudo, existe a possibilidade de modificar a cobertura ou seus beneficiários durante o período de vigência do seguro, de modo a personalizar esse serviço em função das suas necessidades.

Em suma, quando algum dos casos cobertos pelo seguro de vida se concretiza, o segurado ou seus beneficiários acionam a seguradora e ela envia, geralmente por e-mail, um documento chamado aviso de sinistro, que deve ser preenchido e devolvido junto com os documentos listados — que variam conforme a seguradora e o tipo de ocorrência.

Os prazos para análise e efetivação do pagamento da indenização são previamente definidos entre as partes, mas geralmente giram em torno de 30 dias.